The Truth's For Sale

Mago: A Cruzada dos Feiticeiros – O Colar de Inês – Parte I

Posted in O Jogador, RPG, World of Darkness by Carlos Hentges on 31/10/2017

Nuno Monteiro cresceu numa numerosa família de comerciantes de modesta prosperidade. O destino, contudo, foi generoso ao fazer com que caísse nas graças de um casal de nobres especialmente ciosos da própria história. Facultaram-lhe acesso à biblioteca da família e lhe incumbiram de preservar aquilo tudo, completando lacunas e preenchendo tomos com o passado da nobiliarquia portuguesa, seus arranjos e tramoias.

Não lhe faziam segredos, seus patronos, um casal licencioso que parecia ter certo prazer em minutar depravações de corar as faces. Criado na fé e castiço, Nuno era objeto de interesse e diversão curiosa dos Álvares Pimentel, àquela altura, seus anfitriões.

Confessor de ouvidos moucos e escriba guardador de segredos, Nuno devia ao nanquim o status adquirido naquela residência. Foi através dele que Despertou, numa noite em que acreditou estar sonhando ao ver todo o conhecimento da biblioteca escorrendo dos livros em direção a uma entidade mais negra do que qualquer uma de suas tintas.

Já em Coimbra, tutelado por Cícero, Nuno Monteiro teve seu apetite pelo saber bem aceito entre os Solificati. Àquela época, ainda lhe escapava tudo que não fosse um mero vislumbre do mundo ao qual era não mais do que um recém-chegado.

Em companhia de dois outros Despertos, dirigir-se-ia à Quinta dos Namorados para tomar parte nos trágicos acontecimentos envolvendo o jovem D. Pedro I e sua paixão proibida, Inês de Castro.

Anúncios

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Carlos Hentges said, on 09/02/2018 at 07:32

    Nuno Monteiro cresceu como parte da numerosa família de pequenos comerciantes
    de modesta prosperidade (RECURSOS), mas remediada o bastante para lhe garantir
    alguma educação formal.
    O destino foi generoso ao fazer com que caísse nas graças de um casal de nobres
    especialmente ciosos da própria história (ALIADOS). Facultaram-lhe acesso à biblioteca
    da família e lhe incumbiram de preservar aquilo tudo, completando lacunas e
    preenchendo tomos com o passado da nobiliarquia portuguesa, seus arranjos e
    tramoias (BIBLIOTECA).
    Não lhe faziam segredos, seus patronos, um casal licencioso que parecia ter certo
    prazer em minutar depravações de corar as faces. Criado na fé e castiço (MÁRTIR),
    Nuno era objeto de interesse e diversão curiosa de seus, àquela altura, anfitriões.
    Crescendo em meio às paixões da carne, a sabedoria dos livros e o alivio da fé, ele
    encontrou no início da juventude aquilo que parecia impossível em seus primeiros
    anos ali: o esgotamento da biblioteca de que seus patrões tanto se orgulhavam
    (SÁBIO).
    Nuno imaginou que aquilo representaria o encerramento de seu vínculo, mas o casal de
    benfeitores apresentou planos diferentes, e fizeram seu mundo se estender para os velhos
    tomos repousando em propriedades esquecidas de outros, como eles, com interesses tão
    peculiares quanto surpreendentes (DESPERTAR).

    Nanquim:
    O Avatar de Nuno Monteiro é Nanquim. Ela se manifesta como um veio escuro de tinta que se
    comunica apenas por palavras escritas, desenhos em papel, papiro ou tecido. Essa é a razão
    para Nuno ter sempre algo do tipo consigo. Ao contrário dele, Nanquim tem um senso de
    humor sardônico, provavelmente formado a partir do contato com obras que Nuno considerou
    “excessivas”. Ainda que sua forma de comunicação possa parecer lenta, Nanquim é capaz de
    fazer surgir grandes passagens de texto instantaneamente, cuja velocidade de absorção é
    limitada apenas pela leitura de Nuno. Eventualmente, Nanquim se expressa lentamente, o que
    Nuno tende a relacionar com birra. Por fim, o Avatar que apenas escreve e desenha é capaz de
    ouvir e, pior, lembrar de tudo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: