The Truth's For Sale

Numenera – De: Ishlav. Para: Glavis.

Posted in Numenera, RPG by Carlos Hentges on 17/05/2015

Numenera – The Wonder Weird
Capítulo 8 – De: Ishlav. Para: Glavis.

Amanhecia quando o Fus-K chegou à costa de Ancuan levando Zippack Ranzz, Czyran Eczoz , Mark e Stephen Dedalus. Viajava energizado pelo reator elétrico adquirido em Ishlav, e se comportava perfeitamente. De fato, o dispositivo produzia mais energia até do que era necessário para manutenção do veículo no ar e avançando, e planos de melhorias utilizando este excesso talvez fossem cogitados pela tripulação. Contudo, era a esfera retirada da Ordem da Verdade em Ishlav que de fato importava naquele momento. O grupo concordara que levá-la até Glavis seria um risco. Desativada e deixada em uma encosta rochosa, numa região escarpada banhada pela extensa Baía Kelen, permaneceria em segurança e segredo.

****d797c3a7a9402215885e5397a1db3348

Os 20 mil habitantes de Glavis vivem no que se parece com três cidades distintas. Porto Frohm, a menor e mais movimentada delas, compreende a região portuária. Há a Colina de Nurel, lar da nobreza e dos abastados, e Terras Férteis, onde se organiza toda a produção. A capital de Ancuan é comandada pelo Rei Asour-Mantir, que governa de um isolamento autoimposto em sua fortaleza transparente, 35 km a noroeste de Glavis, cercado por bajuladores e pela Legião Azul, soldados famosos pela habilidade como arqueiros. O povo de Glavis venera Relia e Bianes, deuses irmãos. Altares discretos são depósito de oferendas muitas vezes consumidas bem diante dos olhos dos fiéis. Seus templos e estátuas foram erigidos com uma espécie de pedra-sabão, muito resistente e abundante em todo o litoral.

****

O Conselho Numer, assim Czyran explica aos demais, cumpre em Ancuan um papel semelhante e paralelo ao da Ordem da Verdade. Seu pai já fizera parte do grupo, mas a idade, somada ao desinteresse pelas aplicações bélicas e energéticas da Numenera em voga, o afastaram. Mantido por membros da nobreza local como um clube de cavalheiros interessados na promoção do conhecimento, é no pátio da sede do Conselho Numer que o Fus-K pousou, no início da noite.

Àquela altura, notícias de Ishlav já haviam chegado. A Ordem da Verdade, enfraquecida há meses, fora atacada por uma turba durante o surto de uma doença desconhecida. Um culto local, chamado de Monges de Mitos, seria o responsável. A situação fora controlada pela guarda local, com Galvin e os demais Pais Pretéritos agora sob a proteção direta de Choen Mohsen, líder do Conselho de Nobres. A mensagem, redigida por Galvin, em conjunto com Choen Mohsen, não mencionava o dispositivo que desencadeou a doença e nem seu destino.

Czyran manifestava dúvidas quanto à veracidade das notícias, mas tinha problemas maiores a contornar. Yalacker-Siross, membro do Conselho Numer e responsável pela viagem a Ishlav, não aceitava que um pesquisador deixasse uma cidade em meio a um surto de doença que, suspeitava-se, poderia ter relação com o evento desencadeado pelos Pais Pretéritos vinte anos atrás, em um novo episódio de negligência.

Mantendo a esfera em segredo, Czyran teria até a manhã seguinte para preparar um relatório e convencer os demais membros de sua capacidade para continuidade da realização das pesquisas em Ishlav.

Enquanto isso, Dedalus encontrou no capitulo da Ordem da Verdade um rosto conhecido. Loig era um jovem Pai Pretérito vindo de Ishlav, ansioso por notícias em primeira mão. Ele confirmaria a versão dos fatos conhecida pelo Conselho Numer, bem como a ausência de qualquer menção a um dispositivo retirado da Ordem da Verdade.

Mais tarde, Dedalus juntou-se a Mark e Zippack em Porto Frohm. Embarcações do Reino de Ghan estavam de partida para Qi, e sua tripulação de maioria feminina tinha muito a celebrar.

****

O Conselho Numer considerava resolvida a questão em Ishlav, pelo menos do que dizia respeito à doença que abateu uns poucos moradores. O aspecto político, com a Ordem da Verdade enfraquecida, era mais importante naquele momento. Contudo, Czyran não estava interessado em jogos de poder. Em deferência ao seu pai, os membros concederiam a ele a oportunidade de apontar o destino de suas pesquisas, desde que ele mostrasse algo capaz de fazer brilhar olhos e abrir cofres.

****

Durante dois dias o Fus-K esteve pousado às margens da Baía Kelen. Sob a supervisão de Dedalus, Mark, Czyran e Zippack fizeram todos os testes que consideraram possíveis com a esfera de Ishlav. Sob certos aspectos, ela se parecia com a fonte de energia encontrada por Mark e Cid na masmorra entre as estrelas. Tratava-se de um poderoso mecanismo de alteração das propriedades fundamentais da vida. Isso significava que ela seria capaz de quase tudo em relação à matéria orgânica, sendo uma espécie de armazenador de energia vital contendo segredos a respeito da vida em civilizações remotas e de feitos como a reversão da morte.

Infelizmente, os testes a exauriram, e ela jamais seria utilizada para as coisas grandiosas e terríveis de que seria capaz.

A não ser…

****

O membros do Conselho Numer chegaram ao meio-dia à propriedade de Mensel Eczoz, em Terras Férteis. Czyran os recebeu logo depois de Zippack, utilizando seu domínio natural sobre a eletricidade, energizar a esfera. Ele já fizera isso em ocasiões anteriores, mas nunca com dispositivos tão complexos. Suspeitava de que ela funcionaria por algumas horas, pelos menos um dia, tempo suficiente para que fosse apresentada ao Conselho Numer e convencesse das vantagens de financiar o grupo para encontrar artefatos semelhante. Se aquilo que Mark e Cid viram estivesse correto, existiriam outras nos Labirintos de Ferro, na região de Augur-Kala e em Qi, capital de Draolis, além daquela que despencou sobre Itzen.

Como forma de provar o poder do dispositivo, Dedalus planejava curar a mutação de Czyran.

Mas algo deu errado.

A última coisa que todos perceberam foi o choque de energia devastador emitido pela esfera.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: