The Truth's For Sale

Changeling: The Lost – Alienados em definitivo

Posted in RPG, World of Darkness by Carlos Hentges on 15/05/2013

Como todo narrador já deve ter experimentado, algumas histórias nunca chegam ao fim. Alienados será uma dessas.

Depois de prelúdio e doze capítulos, eu tenho certeza de que tomei decisões que tornaram o avanço da crônica nebuloso demais para manter o meu próprio interesse nela, especialmente tendo em vista o tempo de dedicação reduzido. Apesar disso, todos os méritos para o Lucas, que fez um excelente trabalho como protagonista solitário de tudo o que criamos juntos até aqui.

Abaixo, algumas anotações. Nem todas elas farão sentido, mas é uma tentativa de preservar um material que, sem publicação, certamente se perderia.

Gracias aos leitores, em especial aos que fizeram comentários ou enviaram mensagens privadas.

—-

Changeling: The Lost – Democracia e outros Monstros

13º Capítulo da Alienação

Finalmente irá acontecer a votação que decidirá o destino dos caminhos do Banhado. Até o momento em que o primeiro voto for pronunciado, nenhum dos presentes terá segurança quanto ao resultado. Antes que os presentes pronunciem sua escolha, os dois postulantes terão a oportunidade de sustentar seus pontos de vista.

O Antiquado faz uma declaração focada no desenvolvimento de uma comunidade na Ruína, algo apenas possível após os caminhos do Banhado serem resguardados. Ele vê o transtorno e a dificuldade de locomoção como um preço pequeno a se pagar. Segundo o Antiquado, o desejo de Juliano Terceiro é o de simplesmente retomar seu poder fazendo uso das vantagens que o Banhado proporciona, não havendo um senso coletivo nele. Ele não revalará os meios que deram acesso ao poder que lhe permitirá controlar a Mascote, mas concorda em posteriormente submeter essa autoridade à votação.

Juliano Terceiro é mais direto. Ele assume que deseja sim retomar o controle do Maria Degolada, e que o Banhado é fundamental nesse aspecto. Contudo, afirma que ao cortar caminhos estarão sendo também cortadas as possibilidades de que outros encontrem o caminho de casa. Votar no que propõe o Antiquado é pensar apenas nas próprias necessidades em detrimento daqueles que não tiveram a sorte de fugir, e isso aproxima todos ali dos carcereiros.

(more…)