The Truth's For Sale

Esperando por Mass Effect 3

Posted in PS3 by Carlos Hentges on 26/09/2011

Mass Effect 2 chegou ao fim nesse final de semana, 60h depois de ter sido iniciado. Ao longo da história, Maxine Shepard (dama de vermelho e casca-grossa) acumulou aliados e cicatrizes, explorou planetas, perfurou à bala meia Via Láctea e ainda encontrou tempo para flertar com toda sua tripulação antes de ir para cama com um alienígena com cara de bode.

De duas coisas eu senti falta em Mass Effect 2. Em relação à porção tiro-em-terceira-pessoa-baseado-em-cobertura, considerando a dificuldade do combate, é impossível sobreviver sem a proteção que o ambiente oferece. Até aí, tudo bem. A questão é que essa necessidade leva à antecipação de todos os confrontos. Funciona assim: “ei, olha lá aquelas rochas/painéis/contêineres/mesas. Elas dão uma excelente barreira. Aposto que uns robôs vêm aí.” E lá vêm eles. Ponto! Mata qualquer surpresa que explorar um planeta hostil, invadir uma prisão conflagrada ou avançar por uma nave fantasma poderia/deveria causar.

A outra lacuna diz respeito ao relacionamento entre personagens. Entre as demandas de Shepard está a formação de uma equipe. Isso acaba fazendo da Normandy um circo, com gente de todas as espécies com toda espécie de personalidade. Tudo muito interessante, com missões bem construídas para conquista de cada aliado e, mais tarde, para a conquista de sua lealdade.

A questão é que a manutenção de um grupo tão heterogêneo deveria ser mais trabalhosa. Seria interessante se existissem conflitos abertos entre os tripulantes, com a tomada de partido sendo necessária e provocadora de consequências sérias no andamento da trama, como o cancelamento de missões e abertura de outras. Talvez isso fizesse com que certas combinações de aliados não fossem possíveis. Ou que desavenças com um membro dificultassem ou facilitassem a relação com terceiros. Algo mais dinâmico, realista e emocionalmente complexo (como um Big Brother, vá lá).

Não existem, contudo, ressalvas significativas a serem feitas a Mass Effect 2. Ele consta, com justiça, nas listas de melhores jogos dessa geração. Meus saves estão bem guardados para quando o último capítulo da série chegar, e Maxine Shepard então chutar, dessa vez em definitivo, as bundas de uma galáxia inteira.

E, para quem quer conhecer um pouco do lado mais FDP do Comandante, em suas feições e sexo tradicionais, eis uma mostra, repleta de spoilers.

Anúncios
Tagged with: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: