The Truth's For Sale

Fallout 3, afinal

Posted in PS3 by Carlos Hentges on 16/05/2011

Acabei de encerrar minha experiência em Capital Wasteland, o cenário de Fallout 3. Isso não quer dizer que eu tenha visto tudo o que o RPG da Bathesda tem a mostrar, muito menos chegado perto de concluir todas as tarefas que me foram oferecidas. Significa apenas que o caminho que resolvi trilhar junto da minha personagem chegou ao fim (por algum motivo, prefiro personagens do sexo feminino sempre que tenho essa opção. Espaço de comentários aguardando sua análise).

Foram sessenta horas de jogo. Momentos emblemáticos, algumas tarefas chatas, inúmeros diálogos extraordinários e muita diversão.

Quando pensei nesse texto pela primeira vez, considerei escrever sobre a possibilidade de RPGs mais breves. Algo como a diminuição da superfície para a ampliação da profundidade. Eu havia sentido isso com muita força em Elders Scrolls: Oblivion, quando a necessidade de boa parte das missões, e a infindável exploração de catacumbas, pareciam ter como único propósito preparar o personagem para os confrontos mais difíceis de logo mais. E por preparar quero dizer simplesmente torná-lo mais poderoso.

Não que Fallout 3 tenha passado em branco nesse sentido. Como escrevi acima, ele tem sua dose de enfado.

Ocorreu-me, porém, que basta criar um personagem e seguir em frente.

(more…)

Anúncios

Em Vanquish tudo é Vertigem

Posted in PS3 by Carlos Hentges on 03/05/2011

Vanquish é velocidade e visual, entre outras coisas viciantes que me permitem abusar do vocabulário.

Quando digito esse texto, estou prestes a chegar ao fim do jogo. Ao contrário de ocasiões anteriores, não senti necessidade da experiência completa para fazer algumas afirmações a respeito do trabalho conjunto da SEGA/PlatinumGames.

Vanquish é intenso, quase frenético, e bastante desafiador. Por meio de uma narrativa que abraça todos os clichês do tipo “Mariners cumprem a missão”, “ninguém fica para trás” e assemelhados, somos apresentados à tarefa: tomar o controle da estação espacial Providence, dominada por russos (sim, os russos). Russos robóticos, aliás.

(more…)