The Truth's For Sale

Blood Street Blues – Capítulo 08 – Senda de Sangue

Posted in CyberPunk 2.0.2.0., RPG by Carlos Hentges on 14/03/2008

Onde mais corpos são contados, e interesses escusos vêm à tona.

CENA 01 – Ponto de Entrega

O furgão conduzido por Peter Petrelli se desloca lentamente pela madrugada de Night City. Seu destino inicial seria uma garagem pouco utilizada em um prédio vizinho à residência de Brujo. As circunstâncias, porém, encaminham em outra direção. Juanita Vargas lembra aos dois companheiros da troca de tiros entre membros do SlaughterHouse e do NCPD no Shopping UpTown semanas atrás.

Foi a ocasião em que Byron Jones se feriu, companheiro que Petrelli viu ser morto por Killigree há poucos dias. Segundo Juanita, após o assalto, o SlaughterHouse dispersou. Em tese, não teriam tido tempo para se livrarem das armas. A carga roubada, portanto, poderia ainda estar no Fosso, ponto de encontro da gangue, atualmente abandonado.

Decididos a somar seu equipamento àquele que estaria no covil do SlaughterHouse, o trio parte em direção ao Fosso. O portão improvisado não resiste às investidas do furgão. Com os faróis desligados, Petrelli conduz o veículo conforme as orientações de Juanita e Brujo. Este último teme uma emboscada, mas o olho cibernético do detetive confirma que as sombras furtivas não passam de mendigos se escondendo, certamente ignorantes a respeito de a quem pertence aquele local.

Após algumas horas de busca, desistem. A hipótese de Juanita estava incorreta, e Petrelli e Brujo não concordam em deixar as armas ali. A comparsa parte com o furgão vazio, enquanto os dois cuidam de levar as caixas com armas para o novo apartamento do atravessador, transformando o pequeno conjugado em uma casa de pólvora.

CENA 02 – Tempo de Reflexão

Que tipo de anotação, plano ou pretensão teria o líder de uma gangue que fez sua trajetória deixando um rastro de violência e morte? Com essa pergunta em mente, Brujo mergulha nos arquivos de Killigree, recolhidos do quarto no Slammer.

Os textos, espalhados por folhas com organização impossível de decifrar, apenas revelam pensamentos esparsos. Duas informações, porém, foram rapidamente captadas pelos olhos atentos do atravessador. A identificação dos três tenentes do SlaughterHouse: Snip, Pug e Shark e a localização de um possível esconderijo em armazéns abandonados em Upper Marina. Além de um nome bem conhecido: Dasha. Segundo as suspeitas de Killigree, levantadas após encontros com membros da Máfia que buscavam negociar sua posição dentro do Distrito NorthSide, a organização teria algum informante no bairro. É bem possível que a prostituta, em suas freqüentes visitas à Igreja Holy Angels, estivesse depositando sua fé não em Deus, mas na Cosa Nostra.

CENA 03 – Velhas Suspeitas

Peter Petrelli recebe de sua ex-amante uma ligação que tem caráter definitivo em muitos aspectos. A capitã Lisa Pondsmith informa da recomendação de expulsão do detetive encaminhada pela Corregedoria. Durante a investigação subseqüente, ele perderá todos os privilégios da profissão, inclusive seu acesso aos arquivos da polícia. Ainda acreditando que Petrelli é inocente das acusações de assassinato na Torre Burleson, Pondsmisth irá segurar o processo por algumas horas, tempo para o acusado vasculhar os dados em busca de qualquer coisa que contribua para a sua defesa.

Talvez assumindo a inutilidade da procura ante tantas acusações, talvez abraçando de forma inconsciente a ilegalidade de muitas de suas atitudes recentes, Petrelli usa o tempo que lhe resta para pesquisar a origem das armas recebidas da Máfia quando ele, Brujo e Loa se passaram por integrantes dos Voodoo Boys.

Os dados tomam forma, e uma antiga suspeita se solidifica. A partir dos números de série mal apagados de algumas armas, Petrelli descobre sua origem: um carregamento apreendido pelo NCPD a caminho da destruição. Um assalto conduzido supostamente por agentes da Máfia. Quatro policiais mortos e um ferido. O sobrevivente: William “Bill” Duke.

A pedra do sapato de Petrelli é o homem da Máfia dentro do Departamento de Polícia de Night City. O tempo de retribuição deve ter início.

CENA 04 – Vítima Dasha

Os escritos de Killigree deixam Brujo intrigado, especialmente no que diz respeito a Dasha. Movido por um senso paternal, procura a prostituta na Igreja Holy Angels, depois de não tê-la encontrado na Taverna O’Flaherty.

Na conversa com Dasha não há espaço para rodeios. Brujo afirma saber que ela é uma informante da Máfia. A reação não deixa dúvidas. Dasha explica que a única forma de manter-se segura sem um cafetão foi fazendo um acordo: informações a respeito do Distrito NorthSide – o SlaughterHouse em especial – por proteção. Segunda ela, esse pacto foi selado quase ao mesmo tempo em que Brujo lhe entregou uma arma em troca das drogas fornecidas por um cliente com contatos militares.

O atravessador recomenda que ela tome cuidado, pois está inserida em um cenário muito perigoso, e que em breve deve se tornar ainda mais explosivo. Em parte, ele antecipa os problemas que todos enfrentarão em breve.

CENA 05 – Um Acordo à beira do Abismo

“Pelas informações que eu tenho, Petrelli, você não é mais um policial”. Com essas palavras, Sarah Chang traça uma linha imaginária no chão. De um lado está o detetive, implicado em uma série de acusações, envolvido com parceiros pouco confiáveis e promessas vazias. Do outro está ela, e todo o poder de fogo que uma manchete do Canal 54 pode ter. A jornalista não demora a apresentar sua proposta.

“Você me deixa acompanhá-lo por alguns dias, contar a história de um policial lutando para não ser manchado pelo submundo onde opera, e eu entrego o nome da minha fonte. O nome de quem enviou suas fotos recebendo propina e visitas suspeitas no hospital. O nome de quem quer te ferrar”.

À beira do abismo, sem o seu distintivo, um mero assassino, Petrelli concorda. Secretamente, suspeita que o nome que Sarah Chang revelará é o de William “Bill” Duke. Seus pensamentos são interrompidos por Brujo, indicando que problemas são algo que nunca param de surgir.

CENA 06 – A Traição de Juanita

Após deixar a Igreja Holy Angles, Brujo se encaminha para Upper Marina. O bairro já foi abrigo de fábricas e palco de intensa atividade portuária. Quando as empresas buscaram os subúrbios de Night City e o trabalho escasseou, a sujeira e a escória encontraram o ambiente ideal para florescer.

Observando os arredores sobre a Harley DarkWing, o atravessador busca as referências visuais citadas por Killigree em suas anotações. Seu objetivo é descobrir onde se abrigam os membros do SlaughterHouse que, supõe Brujo, estão com as armas roubadas no assalto ao Shopping UpTown.

Em um golpe de sorte, ele se depara com o furgão no qual partiu Juanita na noite anterior. O veículo que ela deveria fazer desaparecer cruza o caminho de Brujo. Seguindo-o à distância, não demora a perceber o destino: o Distrito NorthSide. Suas suspeitas são apenas duas. “Juanita nos traiu, e os tenentes do SlaughterHouse estão em busca das armas escondidas no Fosso”; ou, “Juanita nos traiu, e os tenentes do SlaughterHouse estão em busca das armas escondidas em minha casa”.

A segunda possibilidade o desagrada especialmente. Acionando o celular instalado na motocicleta, avisa Petrelli de que problemas esperam por eles em seu apartamento.

CENA 07 – O Rastro das Balas

Acelerando a DarkWing, Brujo chega ao prédio onde reside já ciente de que em breve receberá visitas armadas e inamistosas. Em pensamento, abençoa o fato de ter trocado de apartamento e instalado uma câmera na residência anterior, dois andares acima da atual.

Acionando o computador enquanto confere a munição da pistola, o atravessador tem uma imagem nítida do apartamento antigo. Da janela, observa o furgão estacionando, do qual saltam três homens. Não demora até que a micro-câmera capte suas imagens. Nesse momento Petrelli chega ao prédio, e começa a subir as escadas.

Brujo tenta uma emboscada, mas por imperícia e ansiedade atira antes da hora, apenas para denunciar sua presença. Ignorantes a respeito da chegada de Petrelli, Snip, Pug e Shark tentam cercar o atravessador pelo elevador. Antecipando o movimento, Brujo se vê em posição vantajosa quando pega um dos invasores pelas costas. A execução é sumária.

Alertado pelos disparos, Petrelli avança com cuidado, a ponto de observar um atirador posicionado no corredor. Dois projéteis certeiros não dão chance de reação. A resposta vem do terceiro SlaughterHouse, que sai do apartamento fazendo rugir uma metralhadora pesada. Os buracos no gesso não intimidam o policial, que responde destruindo a mandíbula do atacante com mais um disparo preciso.

Encerrada a troca de tiros e com os corpos já revistados, Brujo chama a polícia, que demora meia hora para chegar. Tempo para que Petrelli desapareça. Oficiais do NCPD fazem perguntas aos moradores, e querem saber do apartamento invadido. Ninguém viu nada, mas o antigo morador ainda reside no prédio, em outro andar. Escutando a conversa às escondidas, Brujo se amaldiçoa pela atenção indesejada que atraiu.

CENA 08 – Contato no Curto Circuito

Bar freqüentado por netrunners, o Curto Circuito é administrado por LiveWire, que na década passada integrou um grupo de mercenários de grande reputação em Night City, a Horda Infernal.

É com ele que Brujo e Petrelli falam quando pedem toda a informação disponível a respeito de seu próximo alvo: o sargento William “Bill” Duke.

Resumo da campanha de RPG Blood Street Blues, que utilizou como sistema de regras e cenário o conteúdo apresentado nos livros CyberPunk 2.0.2.0. e Night City.
Narrador: Carlos Hentges
Jogador: Peter Petrelli – Filipe Brunetto
Jogador: Danny ‘El Brujo’ Trejo – Carlos Alexandre Fedrigo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: