The Truth's For Sale

Blood Street Blues – Capítulo 07 – Expiação

Posted in CyberPunk 2.0.2.0., RPG by Carlos Hentges on 14/03/2008

Onde surgem oportunidades para altivez, e o paciente abismo espreita.

CENA 01 – Prenúncio do Fim?

Após o encontro com Brujo, a manhã de Petrelli corre célere, enquanto seu mundo lentamente começa a explodir. Logo ao chegar no NCPD, ele se depara com um recado da capitã Lisa Pondsmith: ela o aguarda.

Rapidamente o detetive redige um relatório que dá conta da perda de sua arma, viatura e equipamento. O resultado se parece com uma peça tragicômica. A pressa, o nervosismo, e o excesso de meias-verdades não permite linhas diferentes.

A breve conversa com a capitã não é tranqüilizadora. Uma ocorrência atendida na Torre Burleson por oficiais da Patrulha apontaram uma série de problemas possivelmente envolvendo Petrelli. Pondsmith alerta para o fato de que um membro da Corregedoria se interessou pelo caso e o assumiu. Por uma questão de hierarquia, ela não pode intervir, mas recomenda que o detetive conte a verdade, para que receba um tratamento justo.

Aturdido, Petrelli refaz o relatório e parte para ser interrogado pelo corregedor. A verdade, porém, mesmo recebendo uma segunda oportunidade, não aflora.

CENA 02 – Interlúdio

O almoço de Brujo na Taverna O’Flaherty é tranqüilo, quase monótono. Ele percebe que Legião opera como segurança no local, e acha graça quando Millie revela não saber como tratá-lo/a.

Uma ligação para Vinnie Ciccione resulta em um recado anotado por um subalterno qualquer, e alguma expectativa. Brujo desconfia da negociação entre o mafioso e Meratti, e supõe que em breve os efeitos dessa aproximação devem se fazer sentir.

CENA 03 – Contra a Parede

O tenente Marius Henker é um homem de poucos amigos. Provavelmente a lacuna social se deva ao fato de que ele passa muito tempo absorvido pelo trabalho. Seu trabalho é investigar os próprios colegas. Isso costuma deixar as pessoas inquietas, especialmente quando seus objetos de investigação estão pouco habituados à posição a que são submetidos.

Quando Petrelli o acusa, portanto, de ser o tipo que afasta bons policiais do trabalho, o homenzinho se limita a enumerar a série de incongruência entre as atividades narradas pelo detetive e as descobertas feitas por oficiais da patrulha na Torre Burleson, a saber:

Apesar de afirmar que esteve no hotel legalmente, a única identificação positiva se deu por parte de um segurança, que afirmou ter interrompido uma tentativa de invasão empreendida pelo detetive. No pátio de serviço foram encontradas digitais do policial em um caminhão de entregas com o vidro despedaçado. No Totentanz, um uniforme, cuja falta foi percebida pelo condutor do veículo anteriormente citado, foi encontrado junto a um cadáver. Dois seguranças do local também foram encontrados mortos. Ainda que o teste de balística não tenha seu resultado divulgado, o tipo de ferimento confere com aquele produzido por pistola Armalite .44, do tipo utilizado pelo detetive.

Sistematicamente, Henker aponta falhas, lacunas, omissões e imprecisões, finalizando com a suspensão de Petrelli por tempo indeterminado, até o fim das investigações.

Ao sair do NCPD, o policial recebe uma ligação de Fate Yashida. A assessoria de comunicação do prefeito Ebunike afirma que esteve em contato com o editor da Sarah Chang. Aparentemente, as suspeitas da jornalista do Canal 54 tem sido alimentadas por uma fonte anônima. A matéria vai ser esfriada pelo editor, mas Yashida sugere que Petrelli procure a jornalista e lhe aponte outra linha de investigação em troca de alguma paz. Silenciosamente, amaldiçoando a si mesmo e ao mundo, ele desliga.

CENA 04 – O Trio Ternura

Brujo, Petrelli e Juanita se encontram na Igreja Holy Angels. Ao invés de mirra, incenso e ouro, trazem consigo ambição, ódio e desconfiança. A conversa resulta em um plano de ação para a próxima noite, quando membros do Voodoo Boys devem receber de integrantes da Máfia um carregamento de armas.

Reservadamente, Juanita informa Petrelli que Killigree está escondido no Slammer, um bar onde ele fez reputação de lutador na Arena antes de integrar o SlaughterHouse. De posse do endereço, o detetive lembra de um amigo.

CENA 05 – Preparativos

Armas, proteção e um sistema de vigilância improvisado. Isso passa pela cabeça de Brujo enquanto ele conduz a Harley Darkwing pelas ruas do Distrito NorthSide com Petrelli na garupa.

Dois tópicos são rapidamente resolvidos. O último depende de alguma astúcia. Ela se manifesta através de conversa com um funcionário do prédio de estacionamentos onde deve ocorrer a negociação da Máfia com os Voodoo Boys. Em cinco minutos, Brujo se torna o melhor amigo de Juarez. O servente lista uma a uma todas as suas reclamações da chefia. Entre outras coisas, fala de encontros noturnos, tiroteios, e um patrão que paga mal: Arturo Meratti.

Com algumas promessas vazias, Brujo convence o pobre Juarez a posicionar uma câmera de vigilância previamente programada para enviar por e-mail imagens de qualquer movimento realizado no pavimento superior, onde deve ocorrer o encontro, na noite seguinte.

CENA 06 – Reencontro e Despedida

Byron Jones vive em um apartamento suntuoso, ainda que pequeno. Resultado do zelo paterno, que aquiesceu diante da insistência do filho em integrar o NCPD quando poderia assumir um lugar nas empresas da família, mas não permitiu que o primogênito vivesse abaixo das condições de qualidade consideradas mínimas.

A conversa entre Jones e Petrelli gira em torno dos dias que compartilharam na patrulha, e dos recentes problemas que vêm massacrando a carreira do detetive. Diante de um pedido de ajuda para prender Killigree, Jones não hesita, ainda que seja incapaz de conter certa apreensão.

Juntos, eles se dirigem ao Slammer, um local tão ou mais perigoso que o Totentanz, pois a Arena local é utilizada por gangues para disputa “pacífica”, e, eventualmente, contendas mortais.

Dentro do bar, a dupla descobre que Killigree já lutou ali antes, mas que depois do primeiro combate passou a ser anunciado como JaKill. Não demora até que o líder do SlaughterHouse adentre a Arena e, em instantes, dê cabo de um adversário vastamente inferior.

Celebrado por todos, e com os movimentos seguidos por Petrelli, Killigree fica poucos instantes no bar. Anda pelo local caminha com a segurança de um animal em seu covil, situação que Petrelli interpreta como a certeza de que sua presença não foi detectada.

Chegar ao segundo andar não constitui um problema. O leão-de-chácara à porta é rapidamente seduzido por uma mulher paga por Petrelli, e retirado de seu posto. Após subir um lance de escadas e descobrir o quarto onde Killigree repousa, o detetive e seu companheiro invadem o recinto de armas em punho. Jones, de menos sorte, é recebido com um projétil que lhe estoura o cérebro e mata instantaneamente. Atordoado pela resistência inesperada e pela morte do amigo, Petrelli acaba dominado.

CENA 07 – Dois Homens Entram, Um Homem Sai

Pressionado por Killigree e seus estripadores, Petrelli entrega que chegou ao local graças à dica de Juanita. O líder do SlaughterHouse não parece surpreso com a revelação. Antes que seja desacordado por um golpe na cabeça, Petrelli é obrigado a inventar algo que leve Juanita ao Slammer. Killigree não desconfia, porém, que é Brujo quem recebe a ligação.

Confrontado com a nítida possibilidade de que o detetive está em uma grande enrascada, Brujo e Juanita partem na direção do Slammer. Ao chegar ao local, ouvem pelo sistema de som: “JaKill e um amigo farão agora uma luta de exibição”. O código para combates até a morte foi dado. Os urros da multidão que se espreme ao redor das paredes de vidro blindado despertam Petrelli, no centro da Arena.

A entrada de Killigree / JaKill é ovacionada. Distendendo e recolhendo as garras, ele circula Petrelli como se bastasse desejar, e o combate terminaria. Aproveitando-se da confusão, Brujo corre até o segundo andar do Slammer. Não pode ajudar o companheiro, mas pode descobrir informações a respeito dos planos do SlaughterHouse. O corpo de Jones, mergulhado no próprio sangue, indica o caminho.

Enquanto isso, Juanita arremessa uma monolâmina sobre a parede de vidro. De posse da arma, Petrelli avança contra Killigree. O golpe certeiro atinge sua garganta e atordoa o adversário, que até então tinha a vitória como certa. Desajeitado pela fúria, ele ataca sem precisão, expondo as próprias entranhas ao golpe definitivo. Caído de joelhos, Killigree tem o crânio perfurado por um misto de metal monofilamentado e ódio.

O Slammer se torna uma tumba silenciosa, exceção ao regozijo de Brujo. Sem serem perturbados, os três deixam o local.

CENA 08 – Troca de Perspectivas

Acuada por ameaças, Loa não oferece resistência à imposição de que leve Brujo, Petrelli e Juanita na troca com a Máfia. Depois de um dia de descanso e preparativos, onde o detetive pôde se recuperar da ação da noite anterior, ambos partem na direção do estacionamento de Arturo Meratti.

Os funcionários, aparentando ciência da negociação, não interrompem o quarteto vestindo as cores dos Voodoo Boys. A espera, porém, é desconfortável. A barulho de motor, e um aviso de Juanita, escondida no andar inferior, são o sinal de que a Máfia está no local.

A troca se dá sem percalços. Um dos negociadores da Máfia, por um instante, repousa o olhar sobre Petrelli. Trata-se de um dos seguranças de Vinnie Ciccione. A combinação de um disfarce improvisado e o pensamento rápido de Brujo, que distrai o interlocutor com perguntas a respeito das armas, salva o grupo de um troca de tiros que certamente faria vítimas fatais.

Saindo do estacionamento com uma van carregada de armas, o trio abandona Loa à própria sorte, livre de qualquer compromisso. Brujo procura instrumentos de localização e explosivos, enquanto Petrelli conduz o veículo e Juanita Vargas traça planos em silêncio.

20 pistolas, 25 submetralhadoras, e 5 fuzis de assalto, além de muita munição. A situação tensa no submundo de Night City acaba de ganhar um novo e explosivo elemento.

Resumo da campanha de RPG Blood Street Blues, que utilizou como sistema de regras e cenário o conteúdo apresentado nos livros CyberPunk 2.0.2.0. e Night City.
Narrador: Carlos Hentges
Jogador: Peter Petrelli – Filipe Brunetto
Jogador: Danny ‘El Brujo’ Trejo – Carlos Alexandre Fedrigo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: